CFBio - Conselho Federal de Biologia
ÁREAS DE ATUAÇÃO SaúdePORTAL DOS BIÓLOGOSPORTAL DA SAÚDESelo CFBio de Qualidade de Cursos de Ciências BiológicasNormativas de Interesse dos BiólogosPerguntas Frequentes Universidades Públicas Links Úteis Sindicatos e Associações de BiólogosLAI

REDES SOCIAIS

Facebook Twitter Google Plus
Youtube Linkedin Instagram

TEMPO HOJE

BUSCA DE CEP

 

Correios

CFBio agracia 18 cursos de Ciências Biológicas com Selo de Qualidade

Publicado em: 15/09/2017


O Conselho Federal de Biologia - CFBio realizou nesta sexta-feira (15) a solenidade de outorga do Selo CFBio de Qualidade de Cursos de Ciências Biológicas - Edição 2017. A outorga foi realizada durante o Fórum Nacional do Sistema CFBio/CRBios e Coordenadores de Cursos de Ciências Biológicas, que acontece entre os dias 15 e 16 de setembro, no Hotel Mercure Brasília Líder, em Brasília. 

=> Confira a programação do Fórum do Sistema CFBio/CRBios e Coordenadores de Cursos de Ciências Biológicas - Edição 2017

No total, 18 cursos foram agraciados com o Selo CFBio de Qualidade, sendo oito de Bacharelado e dez de Licenciatura. Durante a solenidade, o presidente do Conselho Federal de Biologia - CFBio, Wlademir João Tadei, e a vice-presidente, Fátima Cristina Inácio de Araújo, entregaram certificado e troféu aos representantes dos cursos  agraciados. Receberam a honraria diretores e coordenadores dos seguintes cursos:

  • Instituto Federal do Sudeste de Minas Gerais - IFSEMG Campus Barbacena (LICENCIATURA) - curso MEC nº 1126887;
  • Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais - PUC Minas Unidade BH Coração Eucarístico (BACHARELADO) - curso MEC nº 307490;
  • Universidade Católica de Brasília - UCB Brasília (BACHARELADO) - curso MEC nº 319057;
  • Universidade Comunitária da Região de Chapecó - UNOCHAPECÓ Campus Chapecó EFAPI (LICENCIATURA) - curso MEC nº 3848;
  • Universidade Estadual de Ponta Grossa - UEPG Unidade Sede (BACHARELADO) - curso MEC nº 60448;
  • Universidade Estadual do Maranhão - UEMA São Luís (LICENCIATURA) - curso MEC nº 81296;
  • Universidade Estadual do Rio Grande do Norte - UERN Campus Universitário Central (LICENCIATURA) - curso MEC nº 3574;
  • Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - UNESP Campus de Rio Claro Instituto de Biociências (BACHARELADO) - curso MEC nº 303142;
  • Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - UNESP Campus de Rio Claro Instituto de Biociências (LICENCIATURA) - curso MEC nº 3142;
  • Universidade Federal da Bahia - UFBA Campus Federação Ondina (LICENCIATURA) - curso MEC nº 13283;
  • Universidade Federal de Campina Grande - UFCG Campus de Cajazeiras (LICENCIATURA) - curso MEC nº 1152882;
  • Universidade Federal de São Paulo - UNIFESP Campus Diadema Unidade José Filho (BACHARELADO) - curso MEC nº 101219;
  • Universidade Federal do Amazonas - UFAM Unidade Sede (LICENCIATURA) - curso MEC nº 398;
  • Universidade FEEVALE - FEEVALE Sede (BACHARELADO) - curso MEC nº 58372;
  • Universidade Positivo - UP Campus Sede (BACHARELADO) - curso MEC nº 320326;
  • Universidade Presbiteriana Mackenzie - Mackenzie Campus São Paulo Consolação (LICENCIATURA) - curso MEC nº 2009
  • Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões - URI Campus de Erechim (LICENCIATURA) - curso MEC nº 8801;
  • Universidade Vila Velha - UVV Sede (BACHARELADO) - curso MEC nº 56141.

O Fórum teve início por volta das 19h30, quando foram convidados para compor a mesa o presidente do CFBio, Wlademir João Tadei; o Reitor da Universidade Vila Velha, Dr. Heráclito Amâncio Pereira Junior; a Conselheira Federal e Coordenadora da Comissão CFBio de Cursos - Edição 2017, Sandra Farto Botelho Trufem; a Conselheira Federal e Coordenadora da Comissão de Formação e Aperfeiçoamento Profissional (CFAP/CFBio), Vera Lúcia Maróstica Callegaro; e o presidente do Conselho Regional de Biologia da 7ª Região, Jorge Augusto Callado Afonso, representando os Conselhos Regionais de Biologia. 

Também participaram da cerimônia a Pró-Reitora de Graduação da Universidade Federal de São Paulo, Dra. Isabel Marian Hartmann de Quadros; o Pró-Reitor Acadêmico da Universidade Católica de Brasília, Dr. Daniel Rey de Carvalho; a Diretora do Setor de Ciências Biológicas e da Saúde da Universidade Estadual de Ponta Grossa, Fabiana Postiglione Mansani; o Diretor Adjunto do Setor de Ciências Biológicas e da Saúde, Paulo Vitor Farago; o Diretor da Escola de Exatas, Arquitetura e Meio Ambiente da Universidade Católica de Brasília, Douglas José da Silva; a Conselheira Secretária do CFBio, Geni Conceição de Barros Cáuper; além de Conselheiros Federais, presidentes e representantes dos Conselhos Regionais de Biologia, membros da CFAP dos CRBios e mais de 70 coordenadores de cursos de Instituições de Ensino Superior do Brasil.

Em seu pronunciamento na abertura do evento, o presidente do CFBio, Wlademir João Tadei, parabenizou os cursos agraciados e destacou a enorme satisfação do Conselho em apresentar a segunda edição do Selo CFBio neste ano de 2017, quando comemoramos 38 anos de regulamentação da profissão do Biólogo no Brasil. "De certa maneira, nos sentimos participantes dessa conquista e torcemos para que o meio acadêmico se aproxime cada vez mais dos Conselhos Federal e Regionais de Biologia", afirmou. 

Segundo o presidente, a profissão do Biólogo tem vivido transformações ao longo dos últimos anos, tanto no aspecto técnico quanto no conceito e prestígio obtidos junto à sociedade. Tadei ressaltou que a atuação de dirigentes do Sistema CFBio/CRBios tem gerado conquistas significativas para o profissional e para a sociedade como um todo. Esses resultados positivos, de acordo com o presidente, são fruto de um trabalho realizado em conjunto com coordenadores de curso que se empenham em participar de fóruns e oficinas realizada pelos Conselhos Federal e Regionais de Biologia. 

Wlademir Tadei reforçou também as contribuições do CFBio junto ao Ministério da Educação na formulação de diretrizes curriculares e de uma carga horária mínima de componentes curriculares das Ciências Biológicas para os cursos de Bacharelado e Licenciatura. 

Quanto à Edição de 2017 do Selo CFBio, o presidente informou que, no total, 197 cursos foram selecionados por atenderem aos pré-requisitos do Regulamento. Destes, 56 encaminharam a documentação solicitada para participar do certame. "É importante destacar que o Selo não discrimina e nem classifica instituições. O objetivo não é julgar, mas valorizar os cursos, sem a pretenção de interferir no trabalho das IES", declarou Wlademir Tadei.  "O nosso objetivo é buscar as melhores estratégias para assegurar ao Biólogo um exercício profissional qualificado", concluiu o presidente.

Conforme determina a Portaria n° 211/2016, que regulamentou a concessão do Selo, o processo de avaliação foi realizado a partir dos seguintes indicadores: Projeto Pedagógico de Curso, Instrumentos de Avaliação do Curso/MEC e Atuação Profissional dos Egressos.

A conferência de abertura do Fórum Nacional do Sistema CFBio/CRBios e Coordenadores de Cursos de Ciências Biológicas foi proferida pelo Prof. Dr. Nelio Marco Vincenzo Bizzo, com a palestra "Ensino de Biologia e História do Darwinismo: uma Proposta de Pesquisa". Nelio Bizzo é professor titular da Universidade de São Paulo (USP), possui graduação e mestrado em Ciências Biológicas (Genética) e doutorado em Educação pela USP, sendo uma referência na área de Educação, com ênfase em ensino-aprendizagem. Ele atua principalmente nos seguintes temas: ensino de ciências, história da ciência aplicada ao ensino de ciências, ensino de evolução e metodologia de ensino da ciência.

Em sua palestra, Bizzo discutiu o currículo dos cursos de Ciências Biológicas e retomou conhecimentos e histórias que envolvem dois grandes Biólogos que revolucionaram a Ciência: Charles Darwin e Gregor Mendel. Além disso, traçou um breve histórico de descobertas e visões de pesquisadores da área da genética, bem como seu ensino na Biologia.

Ainda durante a solenidade, o coordenador de Licenciatura em Ciências Biológicas da Universidade Presbiteriana Mackenzie São Paulo, Adriano Monteiro de Castro, discursou em nome de todos os agraciados com o Selo CFBio na edição de 2017. "A emoção é grande de receber um reconhecimento como este", disse o coordenador. "Que os selos que estamos levando hoje sejam divulgados como uma representação desse empenho na formação do profissional Biólogo", declarou. 


O SELO CFBio DE QUALIDADE

O Selo CFBio de Qualidade de Cursos de Ciências Biológicas foi criado por meio da Resolução nº 352/2014 com o intuito de contribuir para a melhoria dos cursos de Ciências Biológicas no País. O CFBio pretende, com isso, zelar pela formação e pelo bom conceito dos que exercem a profissão de Biólogo, de forma que possam estar qualificados para atuar, seguindo os princípios éticos e de excelência profissional.

Neste sentido, o Selo representa um fomento do Sistema CFBio/CRBios para que as Instituições de Ensino Superior exerçam sua função social de forma mais incisiva. E tem como principal objetivo a valorização do ensino das Ciências Biológicas no Brasil e a qualificação de seus egressos.

O Selo CFBio de Qualidade de Cursos de Ciências Biológicas é concedido a cada dois anos; a primeira edição aconteceu em 2015, quando foram agraciados onze cursos de Licenciatura e Bacharelado em Ciências Biológicas do País. Na ocasião, as IES receberam troféu e certificado em solenidade durante o Fórum Nacional do Sistema CFBio/CRBios e Coordenadores de Cursos de Ciências Biológicas - Edição 2015, em Brasília.




Voltar Imprimir este artigo