Clique aqui para imprimir

Um terço dos prêmios Nobel de Fisiologia ou Medicina foi concedido para Biólogos

Publicado em: 28/11/2017

Estudiosos da vida, Biólogos têm revolucionado a ciência e oferecem grandes contribuições para a sociedade. Não é à toa que cerca de um terço dos prêmios Nobel de Fisiologia ou Medicina foi concedido a pesquisadores das Ciências Biológicas. Segundo levantamento realizado pelo Biólogo Lúcio Lemos (CRBio 007596/04-D), de 214 pesquisadores laureados até hoje com o Nobel, pelo menos 70 são Biólogos.

A premiação foi criada no ano de 1901 por Alfred Nobel com o objetivo de recompensar pesquisadores que se destacaram em áreas de investigação da Fisiologia ou da Medicina, sendo atribuída anualmente pelo Instituto Karolinska, da Suécia. A premiação de Biólogos se deu, principalmente, por descobertas e inovações em áreas como Genética, Biologia Molecular e Fisiologia.

Em trabalhos reconhecidos na área da Genética estão descobertas sobre estrutura do DNA, função de cromossomos na hereditariedade, atividade gênica em bactérias e em vírus, papel do código genético na síntese de proteínas, interação entre tumores viróticos e material genético, fundamento genético da formação de ampla variedade de anticorpos, identificação do gene homeótico, intrões e fragmentos de ADN não relacionados com a informação genética.

=> Leia mais: Três Biólogos ganham Nobel de Medicina por estudos sobre ritmo circadiano

Também foram laureados trabalhos referentes a ritmo circadiano, mecanismos de autofagia, ativação da imunidade inata, fertilização in vitro, estrutura e funções celulares, proteínas G e sua função na transdução de sinal nas células, canais iônicos simples das células, sinais intrínsecos de proteínas que regem o transporte nas células.

Além disso, receberam a honraria invenções e descobertas sobre sistema imunitário, estrutura dos anticorpos, sutura vascular e transplante de vasos sanguíneos e órgãos, mecanismo dos impulsos nervosos, identificação das funções dos hemisférios esquerdo e direito do cérebro, formação de anticorpos, efeito organizador no desenvolvimento do sistema embrionário, fator de crescimento da epiderme produção de tumores malignos, ação dos raios X como produtores de mutações, bem como pesquisas sobre o tifo e sobre o Ciclo de Krebs, entre outras.

Em sua maioria, os Biólogos que ganharam o Nobel são oriundos de países como EUA, Rússia, França, Bélgica, França, Alemanha, Reino unido, Nova Zelândia, Austrália, Suécia, Áustria, Japão, África do Sul e Canadá.

=> Biólogo japonês ganha Nobel de Medicina

Leia também a história de Biólogos brasileiros que, por meio de suas pesquisas, tornaram-se referência no mundo e têm mudado a vida da população:

Genética à brasileira: esta bióloga está empenhada na melhoria da qualidade de vida
Biólogo especialista em células-tronco ajuda a divulgar a ciência
Este biólogo paisagista mudou a realidade de cidades brasileiras
José Galizia Tundisi: na vanguarda da biologia brasileira
Aquário brasileiro busca revolucionar a biologia marinha