Clique aqui para imprimir

Biólogas lançam campanha para imprimir Guia de Aves do Parque Ecológico do Córrego Grande

Publicado em: 20/12/2017

As Biólogas Amanda Perin Marcon e Bianca Pinto Vieira lançaram campanha com o objetivo de obter apoio para imprimir exemplares do Guia de Aves do Parque Ecológico do Córrego Grande.

A campanha está disponível no Catarse e o projeto não tem fins lucrativos. Os livros serão distribuídos para os colaboradores que doarem e para as escolas da grande Florianópolis.

Clique aqui e confira uma prévia online do livro.

O projeto

Desde a década de 1990, muitos ornitólogos têm se esforçado para apresentar a riqueza de aves presente no Brasil, tanto de forma científica quanto popular. Com a expansão de ferramentas digitais e ampla divulgação de métodos de levantamento de fauna, a quantidade de informação sobre as aves brasileiras deu impulso para diversos trabalhos na Ornitologia. Listas e guias têm sido elaborados com o auxílio de diversas fontes de informação, recolhidas não somente por pesquisadores em campo como também por observadores de aves e entusiastas da natureza que divulgam seus achados em sites e grupos de discussão na internet.

Na região da Grande Florianópolis, vários esforços foram realizados a partir de 2010 para listar a riqueza de aves e, assim, auxiliar o processo de gestão e manejo de áreas verdes e protegidas. Listas de aves para Unidades de Conservação Federais da Ilha de Santa Catarina e região foram cientificamente publicadas e estão abertas para consulta da população.

O presente livro é o primeiro produto desta iniciativa visando o público em geral. A obra apresenta as espécies de aves em uma área verde importante para a Grande Florianópolis de forma simples e ilustrativa. Ainda assim, não perde o toque científico por conter características para identificação das aves e informações baseadas em artigos e trabalhos desenvolvidos no Brasil e exterior.

Este trabalho permite verificar a presença de espécies interessantes para conservação, economia e conscientização da população sobre a importância das áreas naturais não somente para a existência das aves, como também para um melhor planejamento urbano e melhoria da nossa qualidade de vida ao interagirmos com elas.

Esperamos que este trabalho auxilie e inspire a criação de mais ações, redes e produtos de valorização da biodiversidade brasileira, manejo de áreas verdes urbanas e, principalmente, na gestão do Parque Ecológico do Córrego Grande.

Com informações obtidas no Catarse